Fundac Ubatuba inicia execução do projeto “Costurando a Rede”


Representantes de diferentes órgãos públicos, organizações da sociedade civil e conselheiros municipais de Ubatuba participaram na manhã desta segunda-feira, 15, da primeira reunião de articulação do projeto “Costurando a Rede”, realizada no Teatro Municipal da cidade.
O projeto busca capacitar os agentes envolvidos na rede socioassistencial para o fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA). Ele envolve a realização de oficinas que capacitarão de 100 a 150 profissionais, entre gestores e funcionários do atendimento direto à população, nos seguintes temas: atribuições e competências do Conselho Tutelar; Políticas Públicas e o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA), Sistema Único de Saúde (SUS), Sistema Único da Assistência Social (SUAS), entre outros; Cultura de Paz para a mediação de conflitos; Violência Doméstica e Sexual de crianças e adolescentes; Uso e Abuso de Substâncias Psicoativas.
Sistematização de dados
Um dos pontos de partida desse processo é o levantamento, análise e sistematização de dados atualizados sobre a violação de direitos de crianças e adolescentes no município e o mapeamento dos procedimentos atualmente adotados em toda a rede. O projeto envolve ainda a construção e o redesenho de fluxos e protocolos de atendimento às crianças e adolescentes em situação de violação de direitos com a criação e confecção de um Guia de Serviços para a população.
“Todas as atividades serão executadas pela Planus, em conjunto com o Grupo Articulador da Rede. A empresa possui muita experiência na realização de projetos dessa natureza em diversas regiões do país, incluindo cidades do Vale do Paraíba e do Litoral Norte Paulista”, explica o diretor presidente da Fundação da Criança e do Adolescente de Ubatuba (Fundac), Eugênio Zwibelberg.
Nesse primeiro encontro, Loreny Roberto, da Planus, apresentou o cronograma detalhado de cada passo do projeto, que tem prazo de 12 meses para conclusão. “A participação de toda a rede é fundamental”, destaca Loreny.
“Além de proporcionar aos agentes institucionais condições técnicas adequadas para a execução de suas atividades e melhor atendimento da população de Ubatuba, a realização das atividades estabelecidas no projeto permitirá um planejamento estratégico de atuação de toda a rede de atendimento no enfrentamento da violação de Direitos de Crianças e Adolescentes”, finaliza o presidente da Fundac.
por Carla Tavares -mtb.7244/SP

#OJORNALGRANDEVALE

Publicidade:

Comentários

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *