Mudanças incluem aumento de validade e do limite de pontos na CNH

Ao vencido, ódio ou compaixão, ao vencedor, as batatas.





Futricando na Cozinha

por Patricia Bonafé


Quem le essa frase do livro Quincas Borba de Machado de Assis enaltecendo o valor das batatas, talvez não imagine que nem sempre foi assim.
A batata hoje consumida no mundo todo já teve seu plantio e divulgação proibidos por lei na França. Mas com um pouco de criatividade e bom humor um homem digamos astuto deu um novo rumo a essa história.

Antoine Augustin Parmentier era farmacêutico do Rei Luis XVI e depois de convencer tanto o rei quanto a Rainha a usarem flores de batata na roupa, escolheu um terreno central em plena Paris para semear batatas. Colocou jardineiros cuidando e vigiando tudo dia e noite, mas com o passar de tempo as batatas começaram a ser furtadas a noite, pois assim poderiam ser saboreadas como a aristocracia deveria estar fazendo. Como o proibido é mais gostoso...todos foram descobrindo como é bom comer batatas. Parmentier rindo confessou ter sido ele a dar ordem para que fechassem os olhos aos furtos. O Rei gostou tanto da ideia que até deu a honra a Parmentier para que beijasse a mão da Rainha.
E as batatas fritas, sabe como foram descobertas?. Ah essa história conto num outro dia... Até.

Comentários