Empréstimo do CAF reflete no planejamento para próximos anos

Na quinta-feira, 21, a Câmara de Taubaté sediou as duas últimas audiências para debater o projeto de lei do PPA (Plano Plurianual) para o quadriênio 2018-2021.
Reflexo da possibilidade de empréstimo do CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), a Secretaria de Obras deverá ter investimento reforçado no próximo ano: R$ 61,8 milhões em conservação de malha viária, caindo para R$ 10 milhões em 2019; e R$ 19 milhões para canalização e drenagem em 2018, contra R$ 700 mil em 2019, de acordo com a explicação do secretário João Bibiano.
Na Secretaria de Serviços Públicos, estão previstas ampliação e reforma de praças e jardins em 2018, com investimentos de R$ 8 milhões – equivalente à meta física de 60 mil metros quadrados. O valor cai para R$ 1,5 milhão em 2021, contemplando 30 mil metros quadrados. Ainda está prevista a construção de um crematório ao final desses quatro anos, com investimentos de R$ 1,5 milhão, de acordo com o secretário Alexandre Magno.
O secretário de Mobilidade Urbana, Luiz Guilherme Perez, demonstrou que em 2018 haverá subsídio ao serviço de transporte coletivo no valor R$ 10 milhões, valor que cai ao longo dos quatro anos, chegando a R$ 1,6 milhão em 2021.

Tarde

Na última audiência, três secretarias expuseram suas metas para o quadriênio.
Secretária de Educação, Edna Chamon destacou recursos de R$ 6 milhões para a construção e ampliação de 13 unidades escolares em 2018. O valor e a meta física caem para R$ 5 milhões e três unidades em 2021.
A Secretaria de Cultura apontou investimento de R$ 280 mil em 2018, parte disso para reforma do telhado do Centro Cultural, de acordo com o secretário Márcio Carneiro, e uma pequena intervenção da Biblioteca do Quiririm. Além disso, há previsão de R$ 300 mil para reforma do trilho da Maria Fumaça do Itaim.
Pela Secretaria de Meio Ambiente, a gerente Heloísa Martins demonstrou um quadro estável de metas: em uma delas, a gestão ambiental do município, os investimentos evoluem de R$ 1 milhão em 2018 para R$ 1,4 milhão ao final dos quatro anos.
Presidiu os trabalhos a vereadora Loreny (PPS). Participaram das audiências Dentinho e Orestes Vanone, do PV, Vivi da Rádio (PSC) e o suplente Fião Madrid (PSDB).

Comentários

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *