História de Pagu é tema de contação no Sesc Taubaté

No próximo domingo, 1º de outubro, às 11h, a Cia As CIês estreiam o projeto “Das Mulheres que fizeram a diferença na história: As CIês contam as vozes femininas da América Latina”, no Sesc Taubaté. 
A primeira heroína a ter sua história contada para o público infantil é a modernista Patrícia Galvão, a Pagu (1910 – 1962). Ela foi escritora, poeta, diretora de teatro, tradutora, desenhista, cartunista, jornalista e militante política. Apesar de não ter participado da Semana de Arte Moderna de 1922, Pagu foi uma voz ativa dentro do movimento modernista, sendo a primeira presa política do país no século XX. Conhecida por contestar padrões femininos da época, a desgosto de sua família conservadora, ela foi uma grande mulher e sujeito de sua autonomia. 
“Meninas e meninos, a partir da tenra idade, poderão ouvir as vozes femininas que marcaram a história, apesar de muitas ainda não receberem o devido reconhecimento”, afirma Junia Magi, integrante do grupo. 
Na história que será contada em Taubaté, as atrizes Beatriz Diaféria e Junia Magi serão as CIês, que contarão a história da feminista e integrante do movimento modernista, Patrícia Galvão, a Pagu. 
A entrada para o espetáculo é gratuita. O Sesc Taubaté está localizado à Av. Milton de Alvarenga Peixoto, nº 1264, no bairro Esplanada Santa Terezinha. 

por Carla Tavares -mtb.7244/SP
#OJORNALGRANDEVALE

Comentários

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *