O Baile dos preços




Coluna "Palavra de Mulher" 
por Ana Paula Zarbietti

O Baile dos preços

Pode parecer noticia repetida, pode até parecer que estou gaga, no entanto a verdade é que o preço da gasolina aumentou nas refinarias novamente.
Pois é meus amigos, nesta musica de uma nota só, nesta dança individual, apenas um lado lucra ou se for uma Dança a dois um lucra e o outro paga.
Somente fazendo sátira para suportar o aumento de 4,2% nas refinarias de todo o país, no maior reajuste desde a implantação da nova política de preços há dois meses.
Politica essa adotada pela Petrobras  em 30 de junho onde a estatal informou que os reajustes teriam mais frequência e poderiam até ser diários, dependendo das oscilações do preço do produto no mercado externo.Aprovadas pela diretoria executiva, as alterações objetivam dar maior autonomia para a área técnica de marketing e comercialização da estatal visando realizar ajustes nos preços, que podem mudar a qualquer momento. No entendimento da Petrobras, com a revisão anunciada, a nova política de preços permitiria maior aderência dos preços do mercado doméstico ao mercado internacional no curto prazo e possibilitaria competir de maneira mais ágil e eficiente, recuperando parte do mercado que a empresa vinha perdendo para os derivados importados. Entenderam? Não?É simples a empresa não pode perder nunca, custe o que custar quem paga o preço somos nós, o prejuízo é fragmentado para milhões de brasileiros, fica mais fácil transferir o peso para os outros e assim segue o baile de uma nota só e quem dança?
Nós o povo claro.

Comentários

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *