Como alimentar a fome







Futricando na Cozinha
por Patricia Bonafé


 Como alimentar a fome



O ato de se alimentar sempre moveu a humanidade. Desde construir cidades próximas aos rios para as plantações até as grandes navegações, o homem se mobilizou para resolver suas questões alimentares. Atualmente, planta-se muito mais, colhe-se tudo muito mais rápido e assim podemos efetuar nossa caça nas prateleiras do supermercado mais próximo. De tudo que é produzido no mundo, aproximadamente um terço é desperdiçado, sim jogado fora sem uso. Essa quantidade desperdiçada alimentaria as 815 milhões de pessoas que passam fome no mundo, e quando digo passar fome, não é ficar uma tarde sem comer para usar um short ou ficar doze horas em jejum para um exame laboratorial, são dias e dias sem comer nada. Pensar que a maior parte de quem passa fome no mundo mora em zonas de conflito gera a sensação de que está longe daqui, então não podemos fazer nada, nos apegamos a um dado geográfico para encobrir o sentimento que por tantas vezes nos uniu e munidos dessa capa protetora jogamos fora o que sobra porque não gostamos de repetir, não nos importamos com o que pode ser feito com as cascas e os talos por exemplo, há quem tem até nojo de pensar em algo assim, comer algo produzido com cascas de frutas e legumes, preferindo é claro os alimentos super processados abarrotados de sódio, corantes e essências. O desperdício e a fome estão mais interligados do que se imagina. A capacidade de produção da Terra um dia vai se esgotar, a água pode acabar, o lixo que o lixeiro leva não vai magicamente para outro planeta. Nossas ações hoje trarão consequências aos nossos filhos e netos amanhã. O ato de se alimentar não começa quando vc se senta a mesa e come, ele começou muito antes disso. Por isso respeite a natureza, respeite nossos recursos limitados, respeite o próximo, e se ainda assim achar que a fome está longe de nós, observe melhor nas ruas, as pessoas invisíveis que nelas moram e nos tantos outros que podemos ajudar. Vamos nos unir ?

Comentários

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *