CROMOTERAPIA - As artes mágicas da ciência.

Do ponto de vista
por Dr.Serrano Neves

A tomografia por impedância elétrica é um método de diagnóstico que interage com o corpo humano como se ele fosse um ''equipamento elétrico'', ou eletrônico, como queiram.
Não é uma novidade, pois é documentada desde a década de 1980, mas não é tão conhecida pelos pacientes.
A tomografia por impedância elétrica e a ressonância magnética são exemplos de métodos diagnósticos que empregam frequência.
Sabem quando a emissora de rádio FM anuncia que transmite em 178,4 megahertz? é, isso é frequência.
Sabem quando esta escrito na etiqueta de aparelhos elétricos que ele funciona em redes de 60 Hertz? é, isso é frequência.
Sabem quando o ònibus passa no ponto de meia em meia hora? isso é frequência.
Sabem porque o telefone celular funciona? porque existe a tal de frequência.
Enfim, se não existisse essa tal de frequência o próprio Universo não existiria, não é, Nicola Tesla?
Ah! ia me esquecendo que o batimento por minuto do seu coração também é frequência, e o médico mede essa frequência para saber se o órgão está ''normal''.
Frequência gosta de frequência e elas adoram se ajuntar para fazer festa, uma tal de festa harmônica.
O Dó faz um trio com o Mi e o Sol para formar o acorde fundamental do Dó Maior, e se uma dessas notas ''desafina'' o acorde ''adoece'', ou soa mal nos ouvidos.
Uma coisa interessante em matéria de música é que com as 7 notas da escala (7 teclas brancas do piano, de Dó a Si) mais as 5 intermediárias (5 teclas pretas do piano, sustenidos/bemóis) são compostas e tocadas todas as músicas do mundo que não exijam a escala de 17 notas (bemóis e sustenidos não são a mesma coisa na escala natural).
As músicas clássicas refinadas usam 17 notas, as clássicas normais usam 12 notas e as muito populares apenas 7 notas e são as sete notas da escala temperada, ou seja, uma correção de tonalidade que o ouvido comum não percebe mas que permite a transposição de tonalidade para que pessoas de voz mais grossa ou mais fina possam cantar a musica.
A música foi democratizada quando Guido d'Arezzo criou a ''escala justa'' que é utlizada no piano, no acordeão, ou em instrumentos de traste como violão. O violino é um instrumento para tocar na escala natural de 17 notas.
Pois é, os passarinhos cantam afinadinho e não sabem nada disso.
A Natureza faz as coisas funcionarem independentemente de você acreditar ou não que elas funcionem.

#OJORNALGRANDEVALE

Publicidade


Comentários

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *