Alunos do Senac Pindamonhangaba realizam experimentos práticos com os aprendizados adquiridos no ambiente virtual



Estabelecer uma rotina de estudos para as aulas remotas favorece o processo de aprendizagem

 

Desde o início do isolamento social, implementado para conter o avanço do novo coronavírus, as aulas remotas tornaram-se uma realidade em todo o mundo. As instituições de ensino e os alunos vêm se adaptando ao novo modelo temporário de aprendizagem. E não é pelo fato de as atividades escolares estarem concentradas no ambiente virtual que adquirir novas experiências fica de lado. No Senac Pindamonhangaba, a turma do Ensino Médio Técnico em Informática tem sido estimulada a colocar os conhecimentos em prática.

No último mês, os jovens puderam fazer em casa um experimento para estudar o comportamento de diferentes líquidos, quando deixados em repouso, à temperatura ambiente. A atividade teve o objetivo de mostrar quais compostos evaporam mais rápido e refletir sobre o fato de que os líquidos evaporam sem necessariamente atingirem seu ponto de ebulição. Em outro momento, os estudantes desenvolveram um jogo de origem africana, conhecido como Mancala, que simula o ato de semear, germinar, desenvolver e colher. Para confeccioná-lo, foram utilizados materiais de fácil acesso, como recicláveis, sementes e tintas. A proposta foi despertar o interesse pela história de maneira lúdica e incentivar o pensamento lógico.

“Nós também estamos construindo com os alunos uma revista virtual para um trabalho sobre padrões de beleza e bullying, da área de Linguagens, um experimento sobre movimento retilíneo (movimento de trajetória reta), da área de Física, e a gravação de um comercial juntamente com o professor de Biologia. Percebemos que os alunos têm se dedicado às atividades e as entregas têm sido realizadas com muita responsabilidade e qualidade”, explica a coordenadora de cursos do Senac Pindamonhangaba, Francine Prolungati.

Ela conta que as aulas estão sendo realizadas no ambiente virtual da Microsoft Teams, uma ferramenta que já era utilizada pelos alunos para acessar os materiais das aulas, tarefas e atividades propostas pelos professores. “Essas ações já faziam parte do processo de avaliação dos alunos e, agora, receberam o reforço de encontros ao vivo, videoaulas, plantões de dúvidas e as aulas de projetos, que agora fazem parte da nova rotina. Tem sido um período para novas descobertas, os professores estão planejando e realizando as aulas em formatos novos, com recursos diversos. Os alunos estão desenvolvendo novas habilidades e aprendendo um novo jeito de estudar”, comenta.

Para organizar a rotina

Com as atividades escolares transferidas temporariamente para o ambiente doméstico, implementar uma rotina de estudos que favoreça o aprendizado e a disposição do estudante pode ser um desafio. Veja as dicas da Francine Prolungati para aumentar a produtividade nesse período de isolamento social:

·         Evite alterar os horários praticados antes da pandemia. É necessário ter hora para estudar, se alimentar e dormir. A mudança da rotina biológica pode dificultar a adaptação do corpo quando as aulas voltarem a ser presenciais;

·         Esteja atento para acessar o ambiente virtual no horário das aulas, realizar as atividades e tarefas dentro desse período e evitar o acúmulo de demandas;

·         Tenha uma alimentação equilibrada, pratique atividades físicas e não esqueça de ter momentos de lazer, como assistir um filme ou ler um livro, para aumentar a qualidade de vida.

 Fonte:Senac


#todoscontracoronavirus #juntosvamosvencerojornalgrandevale 

Comentários

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *